“Correcting” a song in English - Pink Floyd Edition

Captura de Tela 2018-10-09 às 10.52.33.png

Many people make their best effort, study and learn English grammar. But someday they listen to a song’s lyrics and feel completely lost! The artists often use the so-called artistic license, that allows them to use the language as it best sounds when they’re writing a song, or as it best fits the concept. Let’s “correct” some of these structures in order to practice our English?

Muita gente se esforça, estuda e aprende a gramática em inglês. Mas um dia ouve a letra de uma música e se sente totalmente perdido! Os artistas muitas vezes utilizam a tal da licença poética, que permite que utilizem a língua conforme melhor soar ao escrever uma música, ou que se adeque melhor ao conceito. Vamos “corrigir” algumas dessas estruturas para praticarmos nosso inglês?


Pink Floyd - Another Brick in the Wall

1. “We don't need no education (...)”

Nós não precisamos de nenhuma educação.

Curtindo Pink Floyd ou não, é fato que há um erro gramatical bem grave nessa letra. Claro que a música não seria tão legal se não estivesse escrita dessa maneira, mas vamos entender como seria gramaticalmente correta.


Ao contrário do português, o inglês não permite a chamada dupla negação.

No nosso idioma, podemos tranquilamente dizer: “não estou fazendo nada”, e todos entenderão o que queremos dizer.

Mas um falante nativo do inglês entenderia essa frase no sentido literal: se não estou fazendo nada, então estou fazendo alguma coisa, certo?


Pensando assim, o nativo sugeriria a seguinte adequação: “estou fazendo nada” ou “não estou fazendo coisa alguma”.

Dessa forma, há algumas opções mais corretas para a frase: “We don’t need no education”.

“We don’t need education” - Nós não precisamos de educação.

“We need no education” - Nós “precisamos de nenhuma educação” (tradução literal) ou “Nós não precisamos de educação” (tradução mais adequada).

“We don’t need any education” - Nós não precisamos de nenhuma educação.


2. “We don't need no thought control (...)”

Nós não precisamos de nenhum controle de pensamento.


O mesmo acontece nesse segundo exemplo da mesma música. Para citar mais um exemplo de dupla negação no português, vamos pensar da seguinte forma:

Ele não quer nenhum suco!

Para nós brasileiros, o significado é claro: ele não quer suco. Mas para um falante do inglês, essa frase equivaleria a “eu quero suco!”. Afinal, no inglês, a dupla negação é levada para o sentido literal.

Por isso, se fôssemos passar essa forma para o inglês, não poderíamos dizer:

He doesn’t want no juice.

A forma correta seria:

“He doesn’t want any juice”.

ou

“He wants no juice”.


Por isso, ao invés de “We don't need no thought control”, o correto seria:

“We don’t need any thought control”.

ou

“We need no thought control”.

Para receber esse material em PDF no seu email, é só clicar aqui embaixo:

pdf

E você? Consegue lembrar de uma música que tenha te deixado em dúvida sobre a gramática do inglês? Deixa aqui nos comentários pra gente estudar juntos!